Detran RJ atende em casa pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção

Autista, o menino João Felipe Meireles, de 11 anos, não tinha carteira de identidade até o início deste mês de julho. Após contato de sua mãe, a pedagoga Márcia Meireles, com o Detran.RJ, uma equipe da Diretoria de Identificação Civil (DIC) e da Comissão de Pessoas com Deficiência (PCD) foi até a casa dele, na Barra da Tijuca, para coletar as impressões digitais e registrar uma foto para o documento. João foi beneficiado pelo serviço que atende a domicílio pessoas com deficiência que têm dificuldade de locomoção.

“Enquanto coletavam as impressões digitais do meu filho, botaram um vídeo para distraí-lo”, relatou Márcia, que agendou o atendimento pelo telefone quatro dias antes e estava preocupada com a reação de João à presença dos funcionários.
“Até acordamos mais cedo hoje, para ele ir se acostumando com a ideia”, contou ela, feliz com a atenção e cordialidade da equipe.

Com o desenvolvimento de uma política de inclusão, o Detran.RJ vem adaptando cada vez mais os seus serviços aos impossibilitados de locomoção. O atendimento, oferecido pela DIC com parceria da Comissão PCD do departamento, busca expandir o atendimento a essas pessoas. “Aqui no Detran.RJ, as pessoas com deficiência terão efetivamente a voz e o respeito a seus direitos”, garante Alex Pereira, presidente da Comissão PCD.